quinta-feira, 12 de maio de 2016

Poesia

Eu a vi


Pude vê-la aqui,
ela estava em minha porta
Eu a vi jogada ali,
pude sentir sua tristeza.

Vi seu corpo encapado,
desfazendo-se em fumaça, aos poucos
Senti as gotas da chuva
penetrando sua pele, sem dó.

Eu a vi encolhida aqui,
mas não escutava sua voz
Eu a vi lentar-se e dar-me as costas,
a vi se distanciar e sumir.

Eu me olhei no espelho e a vi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário