quinta-feira, 23 de abril de 2015

Infância Corrompida



  Não sei se sou a pessoa correta a falar sobre isso, afinal não sou mãe nem nada, mas eu quero falar o que eu acho dessa coisa de virar MC com sete, oito anos, nessa faixa etária, e expressar o que sinto sobre a falta de boa criação.
  Bem, com certeza, a criação influencia no caráter de uma pessoa, também em suas decisões e atos futuros. E para saber criar um filho, acredito eu, que você tenha que, ao menos, ter alguma experiência de vida - para poder aconselhar seu filho -  ter responsabilidade e saber o que é perigoso e o que não é e, principalmente, ter consciência de que nada tem de ser como você quer que seja, que seu filho não tem que ser exatamente como você quer que ele seja e que ele precisa ter uma opinião própria, precisa aprender a se virar sozinho ao em vez de se tornar totalmente dependente de você.
  Acredito que pelo fato de que hoje em dia tem tanta gente colocando filho no mundo cedo de mais, não estão sabendo criá-los, até porque seus caráteres ainda estão sendo moldados e testados, não há como você criar um filho se você ainda está sendo, digamos, "criado".
  Eu acho terrível ver uma criança balançando a bunda para dançar músicas cheias de insinuações de sexo, seja na frente de casa, seja no bairro com os amiguinhos, piorou em um palco para dezenas e dezenas de pessoas desconhecidas, sendo que na infância - eu, pelo menos -, só balançava a bunda para dançar aquela música da formiga na feira e outras cantigas. Eu já acho ridículo ver meninas da minha idade gravando vídeo requebrando de sutiã e shortinho enfiado no útero, agora, crianças de seis, sete anos, fazendo o mesmo ou algo parecido já é revoltante, crucifico os pais que permitem tal coisa achando "bonitinho" sendo que tem tanto vagabundo filho da puta - desculpa, xingo mesmo porque, pra mim, estuprador é o tipo mais desprezível possível de ser humano - por aí abusando sexualmente de menininhas assim.
  OUÇAM SEUS IRRESPONSÁVEIS!! Criança tem que brincar de Barbie, de Hot Wheels, tem que assistir Cavaleiros do Zodíaco, Dragon Ball, Pokémon, Digimon, As Três Espiãs demais, As Meninas Super-poderosas, tem que escutar o Rock rural e saber o que é gritar "Estamos capitão" em toda abertura do Bob Esponja para ter uma infância realmente divertida, uma infância boa caralho! Parem de "poluir", corromper, a melhor fase da vida dessas pequenas pessoinhas que um dia serão adultas e também terão filhos, que precisam ter essas boas experiências para poder ensinar o que, acredito que não só eu mas também muitas outras pessoas, acham correto para as crianças.

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Joaninha Chocólatra

Bem, como já podem ver claramente, o blog agora se chama Joaninha Chocólatra "Mas por que 'Joaninha Chocólatra'?". Deixe-me contar como surgiu esse nome.
A minha "febre de joaninha" começou quando minha querida amiga Leticia - que inclusive é uma das colaboradoras deste blog, porém, nunca postou absolutamente nada porque ela é uma vaca - sonhou que nós duas estávamos em um evento com o Cellbit - Rafael Lange - e ele me chamava de Joaninha e aí essa coisa de joaninha pegou - entre nós duas pelo menos.
Mas o nome "Joaninha Chocólatra" surgiu mesmo quando eu estava fazendo um cursor de joaninha. "E se eu fizesse ela suja de chocolate?", pensei, "joaninha chocólatra... até que é um nome legal... E se eu mudasse o nome do blog pra esse?", como eu estava sem internet, esperei dois dia até ela voltar e perguntei a Leticia se seria uma boa e a mina quase teve um surto - Também não entendi ao certo o porquê, mas ok.

quinta-feira, 9 de abril de 2015

"Chove chuva, chove..."

Mano, esses dias estão chovendo tanto, mas tanto, aqui em Salvador que parece que o dilúvio está sendo recriado.
Hoje me arrependi amargamente de ter ido ao colégio - ignorando o "não vai" dos meus pais e dos meus avós - porque, além de nem ao menos haver aula, tive de ficar lá no colégio até às nove e pouca da manhã - e só consegui chegar em casa ao meio dia - esperando a chuva enfraquecer.
O colégio alagou TODO, tinha uma cachoeira  - uma não, tinha cachoeira na escada da segunda quadra e na escada para o auditório -,o refeitório virou "uma demo" do rio Amazonas e tinham várias baratas... E o pior de tudo não foi nada disso, foram os alunos que se jogavam no chão, escorregavam com cadeiras, e pior: jogavam baratas uns nos outros!! Aí depois aparece com alguma doença e vai culpar o colégio ou até a chuva, sendo que a infantilidade e irreponsabilidade foi deles mesmos - com uma certa colaboração do colégio e da chuva, claro -, sem falar nos estupidamente babacas que jogaram água no meu celular no ponto de ônibus, caralh* que ódio que me deu, eu precisava falar com minha mãe e aqueles filhos da put* jogando água para cima.
Quero saber quando estes - estando na oitava série com idades entre 13/14 e 16 anos, prestes a ir para o ensino médio e poder começar a trabalhar pelo Menor Aprendiz - vão começar a ter consciência de seus atos e ter o mínimo de responsabilidade, porque continuar agindo como crianças de cinco anos não vão leva-los a nada.
Ah, e sem contar também dos alagamentos nas ruas - alagamentos dos quais o nível da água chegava ao tornozelo - causando engarrafamentos infernais!! E deslizamentos de terra que causaram acidentes.

Sabem? Acho admirável até, a habilidade que alguns têm para lidar com situações ruins e "curtir a vida com positividade", mas gente, tudo tem limite né? E consciência é algo que todos devem ter.

Ok, hoje não estou zoando, mas é só um comentário.

Ah, e... Cheguei à conclusão de que se sua mãe diz para você não ir ao algum lugar, NÃO VÁ! Pois pode ter certeza de que vai der merda. Simplesmente não sai nem da cama.