segunda-feira, 19 de maio de 2014

Poesia

Acorrentada a Você


O som da tua voz ecoando no infinito escuro.
Me chamando.
Me hipnotiza.
Você é minha âncora.
O que me faz continuar no mundo real.
O que me impede de ir longe em minha imaginação.
Não sinto o mesmo que antes.
Mas sei que ainda existe algo.
Estou acorrentada a você.
Liberte-me!
Deixe-me ir!
Está me consumindo!
Por favor!
Deixe-me!
Meu coração dolorido grita.
Minha alma acorrentada contorce-se tentando fugir.
Deixe-a ir!
Não percebe o que fez?
Como pode me enlouquecer ainda mais?
Liberte-me por favor!

Essa escrevi faz um tempo... Agora não me parece tão "satisfatória" como quando a escrevi...